Pular para o conteúdo
Início » Como impulsionar as vendas em 2022 independentemente do cenário?

Como impulsionar as vendas em 2022 independentemente do cenário?

A área de vendas é essencial para qualquer negócio e mesmo com um cenário repleto de incertezas, esta precisa garantir bons resultados

As transformações tecnológicas, econômicas e de comportamento dos consumidores que vêm acontecendo com mais agilidade têm mostrado que é necessário seguir em frente mesmo com as adversidades e desafios, o que exige flexibilidade por parte das empresas e atenção às novidades. Quando o assunto é o varejo, nos últimos tempos este expandiu a ação no universo online e está aprendendo a se conectar de outras formas com os consumidores. Os resultados destes movimentos estão sendo positivos. 
 

Segundo levantamento do Mastercard SpendingPulse, indicador macroeconômico de vendas no varejo, da empresa Mastercard, as vendas do varejo brasileiro cresceram 25,5% somente no primeiro semestre de 2021, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Além disso, de acordo com o Indicador de Atividade do Comércio da Serasa Experian, marca que faz análises para decisões de crédito, as vendas do comércio marcaram alta de 2,8% durante a semana do Natal em comparação com o mesmo período em 2020. 
 

Esses dados mostram que o setor varejista continua em ascensão, apesar de todos os obstáculos. Assim, mesmo com um futuro incerto, os negócios não podem ficar parados. Levando isso em conta, foram listadas dicas de como empresas podem impulsionar as vendas este ano independentemente do cenário instável.
 

Confira:
 

Invista nas vendas outbound
 

Usar novos recursos em vendas sempre será uma forte tendência e em 2022 não será diferente, ainda mais em um ano que se espera recuperar caixa depois de tanto tempo de pandemia. Todas as novidades em relação à técnica, aprendizados e mão de obra especializada serão bem-vindas. Por isso, vendas outbound se tornam uma escolha mais que certa para as empresas que desejam se aproximar dos clientes.

“Vendas outbound são a saída para as companhias que precisam entender quais as reais dores dos clientes, quais são suas objeções quando estão no momento de compra e se a solução ou produto que o negócio vende realmente atende essas necessidades. É atender consultivamente uma necessidade a ponto desse consumidor se tornar um influenciador da marca”, explica Tatiana Pezoa, CEO da Outbound Sales.

Faça parcerias com empresas 

De acordo com Gustavo Belizário, CEO da Nanoprice, é importante ressaltar que como hoje existem várias maneiras diferentes de chegar até o cliente, contar com parcerias inteligentes permite que empresas foquem no que fazem de melhor e deixem para parceiros a missão de contribuir com outras atividades da marca. “O mercado está cada vez mais especializado e a cada dia surgem novidades tecnológicas. Por isso, aderir soluções e serviços de parceiros garante um trabalho mais facilitado e otimizado”, afirma. 
 

Tenha uma boa plataforma de geração de fretes

Justamente por ser uma das últimas etapas do processo de venda, o frete tem um papel significativo na experiência de compra e pode ser determinante para fazer o consumidor voltar mais vezes para a loja. “Manter o seu frete organizado e integrá-lo com plataformas especializadas ajuda a realizar a cotação do frete em várias transportadoras de forma simultânea. Isso dará a oportunidade de promover campanhas ou gratuidade na entrega, chamando a atenção dos consumidores para o seu negócio”, comenta Éder Medeiros, CEO do Melhor Envio.
 

Garanta uma boa experiência em qualquer dispositivo

Hoje o cliente pode consumir informações e adquirir um produto ou serviço em diversos dispositivos, seja no desktop ou mobile. Então é importante que as lojas estejam adaptadas para os dois ambientes e consigam oferecer uma boa experiência em qualquer que sejam os canais. Caso contrário, isso causará um gargalo muito grande na relação com o cliente final. “Precisamos nos preparar principalmente para datas sazonais, pois a procura é muito mais alta e se algo deixar de funcionar, fará com que ele procure o concorrente”, comenta Paulo Sanford, CEO da WAP.
 

Aposte no treinamento dos vendedores

O vendedor é peça chave para todas as pontes dentro de uma organização, tanto para o negócio quanto para o consumidor.“ Em um mercado cada vez mais competitivo, inicialmente é preciso investir em treinamento e capacitação dos profissionais, assim, aumenta a qualidade dos serviços e faz com que a empresa alcance destaque no mercado”, comenta Fábio Oliveira, CEO da SalesFarm, primeira plataforma que terceiriza a força de vendas por meio de um software e tem como objetivo conectar empreendedores a vendedores.
 

A experiência do cliente vale tanto quanto a marca

Foi o tempo em que o nome da marca era motivo suficiente para reter os seus clientes, que cada vez mais têm optado por novos produtos e serviços após uma experiência ruim com uma marca à qual, até então, eram fiéis. De acordo com Daniel Grossi, cofundador da Liga Ventures, plataforma que transforma inovação aberta em resultados reais, o uso de tecnologias como a inteligência artificial e o analytics são essenciais para proporcionar uma experiência memorável para as pessoas, contudo, entender e entregar exatamente o que o cliente quer exige uma integração entre canais digitais e humanos.
 

Sendo assim, atualmente a forma com que a marca se relaciona com o cliente é determinante para definir qual será o laço criado na relação. “Passou da época em que decidimos comprar um produto apenas pelo preço. Este fator pode entrar nos critérios, mas não é o único. O consumidor da atualidade, bombardeado por uma concorrência visceral, busca identificar marcas que realmente se preocupem com o seu perfil e resolvam seus problemas com qualidade e transparência. É imprescindível uma interação menos instintiva e mais focada na satisfação do cliente para que este saia satisfeito e traga até mesmo mais gente com ele”, destaca Tomás Duarte, cofundador e CEO da Track.co.
 

Ofereça diversidade nos canais de comunicação ao cliente
As marcas já entenderam que precisam estar presentes em todos os canais disponíveis que interagem com o seu público-alvo. No entanto, de acordo com Fernando Géa, Country Manager Brasil da Aivo, a presença por si só não é suficiente. “Com base no perfil do cliente, é possível investir em comunicação pelos canais de interação mais utilizados por ele, sempre pensando também em atuar de maneira omnichannel, integrando a experiência nos diferentes espaços. Isto aumenta o vínculo entre cliente e marca, além do engajamento e fidelização”, conclui Fernando.
 

Ofereça segurança e confiança para o cliente
Disponibilizar um ambiente online seguro para os consumidores é fundamental para aumentar as vendas. Com o aumento significativo dos crimes cibernéticos, a implementação de um sistema de segurança digital sólido faz parte do planejamento de diversos segmentos do varejo. “Investir em cibersegurança é garantir aumento do desempenho das vendas e, ao mesmo tempo, fidelizar o cliente com a garantia de proteção dos seus dados”, aponta Andrew Martinez, CEO HackerSec.
 

Arthur Furlan, CEO da Cloudez, aconselha os lojistas a pensarem na segurança e na estabilidade do site para realizarem boas vendas: “Escolha um servidor de qualidade e esteja atento aos updates, afinal, sites com códigos desatualizados são mais vulneráveis e suscetíveis a ataques. Por isso, mantenha em dia as atualizações de cores, plugins e temas. Enquanto faz a revisão, aproveite para remover tudo o que não é utilizado, assim, liberando mais espaço e deixando a aplicação mais otimizada”.
 

Automatize seus processos para intensificar a produtividade

“Compreender o comportamento do consumidor no ambiente online é a melhor forma de saber o que busca, onde está e como se comunica. Para conseguir reunir todos  esses dados e analisá-los com qualidade, é importante saber focar seus esforços e não perder tempo com trabalhos repetitivos”, diz Florêncio Ponte Cabral Jr, CEO da Virtus Automation & AI, acelerada pelo InovAtiva Brasil em 2021. A startup trabalha com inteligência artificial e automação para ajudar micro e pequenas empresas a usar melhor seus recursos e a se concentrar no que realmente importa: o atendimento ao cliente.
 

Entenda as dores dos clientes

Antes de lançar um novo produto e/ou serviço, é importante entender se ele está atendendo às reais necessidades dos consumidores. “Muitas vezes, as empresas se deixam influenciar pelo que os concorrentes estão fazendo e investem no desenvolvimento de serviços que, além de não trazerem nenhum diferencial, não resolvem as dores dos clientes. Antes de mais nada, é essencial que as companhias realizem essa análise e foquem seus esforços em produtos que de fato vão solucionar problemas reais e não uma tendência. Com isso, as chances de sucesso serão muito maiores”, aconselha Mateus Magno, Co-CEO da Sambatech e Samba Digital.

Link da matéria original: https://start.gramadosummit.com/como-impulsionar-as-vendas-em-2022-independentemente-do-cenario-gramado-summit